Dois casos de importunação sexual são registrados no Carnaval no Ceará

O Ceará registrou dois casos de importunação sexual durante o Carnaval 2019. As ocorrências foram em Aquiraz e Caucaia. A informação foi divulgada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em coletiva de imprensa, na manhã desta quinta-feira, 7. Um dos casos foi contra uma criança de 11 anos, e o outro contra uma adolescente de 17 anos.

O Carnaval deste ano foi o primeiro com a vigência da Lei 13.718/2018, que tornou crime atos de importunação sexual e de divulgação de cena de estupro. Em termos legais, a importunação sexual é definida como prática de ato libidinoso contra alguém sem a sua anuência “com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”.

A pena prevista varia de um a cinco anos de prisão – se o ato não constituir crime mais grave.

“O agressor teria tentado beijar a vítima (de 17 anos) a força e passar a mão em locais inadequados. Foi autuado em flagrante pela Delegacia Metropolitana de Caucaia”, afirma a delegada Rena Gomes, diretora do Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV) da Polícia Civil.

O segundo caso, contra uma criança de 11 anos de idade, ocorreu na Praia do Presídio. “O agressor teria passado as mãos nas pernas e nas nádegas da vítima enquanto ela estava em uma piscina”, continua a delegada. O registro foi levado para a Delegacia de Aquiraz, onde foi registrado Boletim de Ocorrência (B.O).

Fonte Diário do Nordeste

Cariri como eu vejo Bala Acidente miséria sitemiseria Noticias juazeiro badalo blogo do gesso blog do gesso crato regional g1 R7

Comente