Convênio garante atendimento odontológico a vitimas de violência doméstica

_________

O presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargador Gladyson Pontes, assinou Termo de Cooperação Técnica com o Centro Universitário Fametro para disponibilizar atendimento odontológico a vítimas de violência doméstica.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

O ato de assinatura ocorreu na sede do Tribunal, no Palácio da Justiça, nesta segunda-feira (10/11).“Entendemos que a responsabilidade social cabe em qualquer espaço, seja no público ou privado, e sabemos do alcance das instituições educacionais no campo social.

Por isso, temos buscado essas parcerias porque acreditamos na viabilidade da execução dessas iniciativas com as universidades”, destacou o desembargador Gladyson Pontes.

A desembargadora Lígia Andrade de Alencar Magalhães, que está à frente da Coordenadoria Estadual da Mulher, explicou que muitas agressões realizadas contra mulheres ocorrem na região facial, ocasionando lesões físicas e deixando graves problemas emocionais. “É isso que se quer com esse convênio, oferecer a essas vítimas um atendimento para resgatar sua autoestima”.

A juíza Rosa Mendonça, titular do Juizado da Mulher de Fortaleza, reforçou a relevância da parceria. “É de fundamental importância por causa da grande quantidade de mulheres que são espancadas, especialmente no rosto.” A magistrada informou que o Juizado ficará responsável por fazer o encaminhamento para o atendimento.

As vítimas terão acesso a cirurgias odontológicas, tratamento de canal, periodontia, próteses dentárias, além de serviços de imagem, como raio-x e tomografias. Para ter direito ao benefício será observado o contexto econômico e social.

O coordenador do curso de Odontologia da Fametro, Paulo André Carvalho, disse que o atendimento começará no início de 2019 e será realizado no próprio Centro Universitário, sob a supervisão de professores especialistas em cada área. “Essa iniciativa será de grande importância tanto para a instituição como para as mulheres vítimas de violência doméstica. Pretendemos preencher uma lacuna que está aberta.”

Também estiveram presentes à solenidade a juíza auxiliar do Juizado da Mulher de Fortaleza, Teresa Germana Lopes de Azevedo, e a coordenadora de estágio da Fametro, Renata Luzia, além de alunas da instituição de ensino.COM TJCE

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

via Ceará Agora

Comentarios

Comente