Paraná Pesquisas: 9% têm percepção de que país melhora após prisão de Lula

Levantamento do Instituto Paraná Pesquisas feito em parceria com o JORNAL DO BRASIL apurou a percepção dos brasileiros com relação a uma melhora do Brasil após a prisão do ex-presidente Lula. Para 66% dos entrevistados, o país permanece igual. Para 22,3%, o país piorou após a prisão do petista, e, para 9%, o país melhorou. Não sabe ou não opinou, 2,6%.

A pesquisa também questionou a percepção das pessoas com relação a um cuidado dos políticos brasileiros para não se envolver em casos de corrupção após a prisão do ex-presidente. Para 40,5%, os políticos devem ter mais cuidado; para 38,6%, os políticos brasileiros continuarão se comportando como sempre se comportaram. Já para 18,9%, os políticos brasileiros vão se envolver em mais casos de corrupção. Não sabe ou não opinou foram 2,1%.

Sobre a percepção com relação à punição de políticos envolvidos em casos de corrupção após a prisão do ex-presidente, para 44,7%, a justiça brasileira vai aumentar a punição. Para 40,9%, por outro lado, a justiça brasileira deve continuar a agir como sempre agiu com relação aos políticos. Já para 10,4%, a justiça brasileira vai dar menos atenção à punição de políticos envolvidos em casos de corrupção. Não sabe ou não opinou, 4,1%.

A pesquisa de opinião pública foi feita com 2.002 eleitores, e foi estratificada segundo sexo, faixa etária, escolaridade, nível econômico e posição geográfica, em 26 estados e Distrito Federal e em 154 municípios brasileiros entre os dias 27 de abril a 2 de maio.

A amostra atinge grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,0% para os resultados gerais. De acordo com a Resolução-TSE n.º 23.549/2017, a pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR- 02853/2018 para o cargo de Presidente.

Jornal do Brasil

Comentarios

Deixe o seu comentário